Topo

PIPA

PIPA

Pipa, a Búzios do Nordeste

 

Qualquer semelhança não é mera coincidência. Pipa, o balneário mais badalado do Rio Grande do Norte, lembra muito Búzios, na Região dos Lagos fluminense. Pertence ao município de Tibau do Sul que também é uma graça.

 

Suas praias mais procuradas são a do Centro (a mais próxima do comércio), do Amor (excelente para surf e para banhos de mar no outro extremo com águas mornas), Curral (na Baía dos Golfinhos onde os mamíferos fazem suas acrobacias), Cacimbinhas ( com areias fofas, conchas e dunas, com acesso por escadas e cheia de barracas de praia) e Madeiro (margeada por coqueirais e ótima para natação por conta da baía de águas calmas).

 

Mas há muitas outras, quase desertas, boas para surf, pesca e esportes náuticos, para se avistar manguezais, viveiros de camarões,  as acrobacias dos golfinhos e o encontro paradisíaco do rio desaguando no mar (Barra do Cunhaú).

 

As praias de Pipa têm belezas únicas, variadas, para agradar a todos os visitantes. Tanto os que preferem lugares mais badalados  como os que querem apenas ouvir o barulho das ondas e o canto dos pássaros, tendo as falésias e o mar como pano de fundo.

 

Veja fotos na galeria.

 

A noite vai ter lua cheia!

 

Pipa é dona de uma das mais concorridas noites do litoral nordestino. Há barzinhos, boates, lojas por todos os lados. Nos finais de semana ferve ainda mais, tomada por gente bonita. Artistas, celebridades de todas as áreas, incluindo intelectuais que circulam pela Book Shop sempre com um livro na mão. Ali você pode alugar, doar, trocar os livros que mais gosta.

 

dsc04976 dsc04979 dsc04981 dsc04984 dsc04993 dsc04994

 

O trânsito de veículos é proibido na avenida Baía dos Golfinhos, mais conhecida como Broadway,  por ser estreita e lotada de pedestres. Estacione em frente ao restaurante Lampião, especializado em comidas nordestinas e siga em frente, a pé ou de trenzinho.

 

Malas deixadas na pousada, hora de conhecer aquele mar com águas que vão do verde esmeralda ao azul turquesa, dependendo da incidência dos raios solares, emoldurado por coqueirais, vegetação rasteira e falésias multicoloridas.

 

Quem está hospedado em Natal pode fazer um bate e volta. Ir de manhã e voltar à noitinha. Mas como o lugar oferece atrações irresistíveis, o bom é se hospedar pelo menos por uma noite. Há inúmeras pousadas e hotéis, dos simples aos sofisticados (a rede Serhs inaugurou recentemente o Villas da Pipa Hotel, em estilo rústico chique). Há também condomínios para temporada.

 

http://www.serhsvillasdapipahotel.com/

 

Eu fiquei no Hotel Pipa Atlântico, com excelente localização, com recepção pela rua principal do comércio, mas com bangalôs distantes do agito. Perfeito para quem vai com crianças.

 

http://pipaatlantico.com.br/index.php/pt-br/

 

Há algum tempo Pipa despontou como o point deslocado e charmoso do Nordeste. Além das praias de areia fina, com espreguiçadeiras e guarda-sóis multicoloridos,  é famosa pelos charmosos bistrôs, restaurantes como o Caxangá (debruçado sobre o mar), points alternativos, lojas de produtos indianos e, principalmente, por conta de seus frequentadores. Gente bonita, desencanada, de bem com a vida, que desfila o melhor do seu bronzeado falando em vários idiomas.

 

Os gringos adoram Pipa e muitos têm casas de veraneio por lá. Com um público tão heterogêneo é apontada como a destino da moda no litoral potiguar. Lugar para compras de peças diferentes e artesanais.

 

Público alternativo 

 

Pipa foi descoberta pelo mundo há umas duas décadas. Seu fascínio cresceu tanto que ofuscou o nome do município à qual pertence (Tibaú do Sul). No início era apenas um lugar paradisíaco conhecido apenas pelos pescadores e surfistas. Foi um pulo para começar a receber levas de novos visitantes incluindo um público alternativo em busca de praias desertas, sem badalação.

 

A fama foi se espalhando e Pipa cresceu, mas não perdeu sua essência, a originalidade, sua graça.

 

Golfinhos e tartarugas 

 

Os golfinhos continuam sendo a grande atração de Pipa. Há paradas estratégicas para quem quer avista-los, entre a praia de Madeiro e a baía que empresta o nome deles (dos Golfinhos).

 

Fique de olhos bem abertos e verá, sem grande dificuldade um ou mais fazendo acrobacias e chegando muito próximos à praia. Para quem quer chegar mais perto há agências que oferecem passeios de barco ou escuna às praias onde costumam aparecer com maior frequência.

 

Por ali também podem ser vistas, mas com maior dificuldade, tartarugas gigantes. Seus ninhos na areia são protegidos pelo Ibama e pelo Projeto Tamar.

 

Por conta dos paredões, das falésias e também de dunas, os buggys também são presença frequente em Pipa, levando os turistas para conhecer seus maiores encantos.  Como o “Chapadão”, onde foram gravadas cenas de abertura do programa “Fantástico” em que dançarinas, entre elas Isadora Ribeiro, pulavam, claro que por conta dos efeitos visuais, de uma falésia a outra, com o mar, lá embaixo, como testemunha.

 

Os bugueiros,  credenciados,  percorrem estradas asfaltadas emolduradas pelos paredões de areia colorida, lagoas formadas no encontro dos rios com o mar e trechos onde funcionaram, no passado, fazendas centenárias.

 

No caminho,  entre Natal e Pipa, chama a atenção um imenso casarão que segundo os guias foi habitado no passado, por uma família turca.  O telhado com abóboda permanece intacto.

 

Saiba mais 

 

A Praia do Amor é considerada a mais bonita de Pipa, com suas falésias e mirantes. Do alto do Chapadão dá para avistar a infinidade de guardas sóis coloridos, mas para chegar até ela é preciso seguir de carro.

 

*Texto e fotos: Eliane Barbosa

Apoio: SETUR-RN

Eliane Barbosa
Sem comentários

Escreva seu comentário