Topo

Croácia – Comer é uma paixão

Croácia – Comer é uma paixão

A gastronomia croata muda de região a região, mas em todas é rica e saborosa. Espetacular como suas paisagens

 

 

Os croatas adoram comer e festejar. A cultura à boa mesa é coisa séria por lá. Em Zagreb dá para observar e também participar dos encontros nas cafeterias. Um ritual para os moradores e uma dica para os turistas.

 

dsc02674

Festa à mesa

 

Madjarica (bolo em camadas de chocolate), Kremsnita (cheesake estilo croata), Krafna (donuts de geleia), orehnjaca (pão enrolado com nozes) podem ser comprados em qualquer doceria.

 

Madjarica

Madjarica

 

Kremsnita

Kremsnita

 

orehnjaca

orehnjaca

 

 

A Tkalciceva é a rua mais procurada para tal. Mas você também encontrará mesas nas calçadas da Trg Petra Preradovica ou na Bogociceva.

 

Existe até um evento especial aos sábados pela manhã, o Spica que consiste no hábito de tomar café (kava) em uma praça, enquanto se observa pessoas no centro da cidade.

 

À tarde, nada melhor do que rodadas de cerveja (lá chama-se pivo) com o grupo, para abrir o apetite para quem sabe um nhoque com carne que lembra o nosso lagarto, que comi no excelente Agava.

 

http://www.restaurant-agava.hr/index.php?locale=en

 

O charmoso Restaurante Agava, em Zagreb

O charmoso Restaurante Agava, em Zagreb

 

 

dsc08667

Delícias preparadas pelo Chef Belizar Miloš, do Agava.

Delícias preparadas pelo Chef Belizar Miloš, do Agava.

 

 

A cultura gastronômica vem crescendo e ganhando status na Croácia. Seja na região da Ístria, na Dalmácia Central (Split e ilhas como a Brac), no Sul (em Dubrovnick) e demais localidades.

 

As trufas brancas, uma das iguarias mais caras do mundo, cresce nas florestas da Ístria, a Toscana Croata. O auge do cultivo ocorre no outono.

 

O turismo local oferece rotas de visita guiadas a propriedades que cultivam trufas e produzem azeite e vinhos.

 

 

O culto à mesa 

 

Os croatas, assim como nós, principalmente nas cidades maiores como Zagreb, também são adeptos dos lanches rápidos, mas nos finais de semana e em dias de comemoração o que prevalece mesmo é o culto à boa mesa. Ficam horas comendo e trocando ideias de como deixar aquele cordeiro, o peixe, o pão mais saboroso e nutritivo. O pão negro que comi na ilha de Brac vem decorado com flores silvestres e é perfeito para começar o ritual de comilança com azeite trufado.

 

Pão Preto

Pão Negro

 

Para completar, sal puríssimo, retirado na pequena cidade de Ston (caminho entre Zagreb e Split). Aproveite para conhecer as salinas, algumas milenares e trazer para casa flor de sal.

 

 

SLOW FOOD:

 

Tudo fresco

 

Os alimentos frescos da safra são a vedete dos pratos, quem sabe por conta do Mediterrâneo (o mar Adriático, que banha várias cidades croatas, é um braço do Mediterrâneo).

 

Os preços não são exorbitantes, mas saiba que se você estiver com pouco dinheiro não comerá mal na Croácia: há inúmeras padarias, mercados em toda as cidades, mesinhas nas calçadas.

 

Diferenças de regiões

 

É um engano pensar que a comida croata é gordurosa e pesada. Depende de onde se esteja. Em Zagreb e na parte noroeste prevalecem pratos muito parecidos com os da Áustria como o assado de cordeiro (janjetina), a carne de porco (svinjetina) e de pato (patka), acompanhados de massa (mlinci) ou de batatas assadas (peceni krumpir).

 

dsc08840

Variedade em carne vermelha na região de Zagreb

dsc02744

dsc08839

 

Peru e macarrão estão presentes sempre em Zagreb, onde também pode ser pedida uma carne cozida curtida lentamente em fogo brando, e bife de vitela à milanesa recheado com queijo e presunto (zagrebački odrezak).

 

Zagrebački Odrezak

Zagrebački Odrezak

 

Não se preocupe com o cardápio. Há traduções na maioria dos restaurantes para o inglês.

 

No litoral

 

Na Dalmácia, litoral, a comida é mediterrânea. A meta é fazer o cliente comer bem, mas ir embora se sentindo leve e feliz (frase de Nenad Kukurin, do restaurante Kukuriku, em Rijeka).

http://www.kukuriku.hr/index.php/hr/restoran

 

Usa-se muito azeite de oliva, alho, peixes frescos, lulas, lagostas, moluscos e ervas. Peça lignje (lula à milanesa), depois rizoto (risoto) com frutos do mar. Para os carnívoros é uma boa a pastichada (carne cozida no vinho com temperos e servida com nhoque).

 

Em Bol (Ilha de Brac) na costa sul da ilha funciona o restaurante Vagabundo, oferecendo pratos como risoto e filé de atum com croquete de batatas e legumes grelhados no azeite. Preço: em torno de 80 kunasm ou seja, R$ 35,00.

 

Comida mediterrânea na região da Dalmácia

Comida mediterrânea na região da Dalmácia

dsc08770

dsc08870

dsc08874

 

 

SAIBA MAIS

 

Trufas brancas

 

A trufa branca é encontrada por cachorros que não as come. Pode custar mais caro que o ouro. A branca é mais valiosa do que a negra, com o quilo podendo chegar a 5.000 euros

 

Ístria

 

A manestra é uma sopa de feijão e vegetais muito apreciada na Ístria, assim como o fuzi (massa artesanal e fresca) servida com tartufi (trufas brancas)  ou divlac (carne de caça).

 

Cerveja (pivo)

 

As cervejas mais populares (pivo) na Croácia são a Ozujsko e a Puna (em Zagreb) e a Karlovacko, de Karlovac.

 

ZIVJELI! (saúde)

ZIVJELI! (saúde)

 

ZIVJELI! (saúde)

 

 

Espaguete com frutos do mar 

(receita: Mariuccia Ancona Lopes)

 

  • 500 g de espaguete al dente
  • 1 cebola média, picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 300 g de lula em rodelas
  • 300 g de camarão limpo, aferventado
  • 300 g de mariscos (já fervidos) com a casca
  • 4 tomates sem semente
  • 5 a 5 colheres de azeite
  • 1 folha de louro
  • Pimenta do reino a gosto
  • Salsinha

 

Modo de preparo:

 

  • Aqueça o azeite numa panela grande. Junte o alho, a cebola e refogue por cerca de 3 minutos. Adicione o camarão e a folha de louro e então os tomates, sal, as lulas, o marisco. Tampe e deixe cozinhar por 10 minutos, mais ou menos. Junte a salsinha na hora de servir, mexendo rapidamente.
  • Enquanto prepara o molho, cozinhe o macarrão al dente em água fervente com um pouco de sal. Sirva em seguida.

 

 

Macarrão com trufa branca 

Porção: 4 pessoas

 

  • 100g de talharim
  • 25g de Manteiga com Tartufo Branco
  • 50g de manteiga
  • 50g de parmesão ralado
  • 1 gema de ovo
  • Sal e pimenta branca em grãos
  • Tartufo Branco Fresco

 

Modo de preparo:

 

  • Cozinhe 100g de talharim al dente em água com sal.
  • Para o molho: misture numa tigela a Manteiga com Tartufo Branco (também pode ser o Negro), a gema de ovo e o queijo parmesão. Coloque o talharim em uma frigideira larga e tempere-o com o molho de tartufo. Disponha-os numa travessa e sirva-os imediatamente, bem quente, polvilhando com a pimenta branca moída na hora e lascas de Tartufo Branco Fresco.

 

Massa artesanal servida com trufas brancas

Massa artesanal servida com trufas brancas

 

 

Sarma (repolho recheado)

 

  • 2 unidades de repolho médias
  • 6 fatias de bacon picadas
  • 1 cebola picada
  • 1 xícara (chá) de extrato de tomate
  • 2 ovos
  • 2 colheres (chá) de sal
  • ½ colher (chá) de pimenta do reino branca
  • 1 colher (chá) de páprica picante
  • 2 colheres (chá) de molho inglês
  • 375 g de patinho moída
  • 375 g de carne de porco moída
  • 375 g de presunto cru moído
  • 2/3 xícaras(chá) de arroz cozido

 

Modo de preparo:

 

  • Retire as folhas mais externas e corte o centro dos repolhos, extraindo o miolo e deixando um buraco, mas sem atravessar, criando assim um recipiente.
  • Escalde os repolhos com água fervente, para que amoleçam.
  • À parte, em uma panela, refogue o bacon e a cebola até dourar. Adicione o extrato de tomate.
  • Bata os ovos, adicione o sal, pimenta, páprica e molho inglês. Adicione ao refogado juntamente com o patinho, a carne de porco e presunto moído.
  • Refogue por cerca de 15 minutos, mexendo sempre.
  • Desligue o fogo, misture delicadamente o arroz já cozido. Divida o recheio por dois, metade para cada repolho.
  • Leve ao forno por 5 minutos e sirva quente.

 

Apoio:

Escritório de Turismo da Croácia

 

Eliane Barbosa
Sem comentários

Escreva seu comentário