Topo

CRESCE O TURISMO NA IRLANDA DO NORTE COM A GUERRA DOS TRONOS

CRESCE O TURISMO NA IRLANDA DO NORTE COM A GUERRA DOS TRONOS

Zarcillo Barbosa



Estamos na primavera, na Irlanda do Norte, e o tempo começa a ficar propício para os turistas que querem visitar as locações de Game of Thrones. O turismo já rendeu mais de R$ 400 milhões ao país, atraindo viajantes do mundo inteiro para conhecer os lugares que serviram de cenários para Winterfell, Kingsroad e Iron Islands. Para quem gosta de alugar carro, vai o aviso da “mão inglesa”, com direção à direita. Um problema que, para aqueles que não estão acostumados, pode render acidentes até graves. Melhor não arriscar. De Belfast, a capital, saem excursões diárias com guias falando em inglês, francês ou espanhol, para passeios de dia inteiro, algumas com roteiro especial para os fãs .

No caminho à beira do Atlântico Norte, está a “Calçada do Gigante” – uma formação de 40 mil colunas de rochas basálticas, única no mundo, com 60 milhões de anos. A formação de pedras sextavadas, foi capa do álbum de Led Zeppelin, “Houses of the Holy”. Ali perto estão as ruínas do castelo que serviu de inspiração para a Casa Greyjoy do seriado. Antes de chegar lá, o visitante passa por centenárias árvores curvas, formando um túnel na estrada. Aquela ponte de cordas, que serviu para mais um assassinato na sexta temporada, também pode ser visitada. Aviso aos corajosos de plantão: a ponte atravessa um vão entre duas pedras e está a 30 metros de altura. Lá embaixo o mar.

The Giant’s Causeway – Calçada do Gigante
Cushendun caves – onde Melissandre deu a luz à sombra que matou Renly Baratheon
Tollymore forest – onde Ned Stark encontrou os lobos órfãos
The Dark Hedges – a estrada real de Game of Thrones
Em Carnlough Harbour foi filmada a perseguição à Arya Stark pelas ruas de Braavos
As ruínas do Dunluce Castle serviram de locação para a Casa Greyjoy
Castle Ward – a Winterfell da série fica a menos de uma hora de Belfast
Nas ruínas do monastério Inch Abbey foi gravada a nomeação de Robb Stark como Rei do Norte
A praia de Downhill Strand é Dragonstone em GOT
A assustadora ponte de corda, chamada Carrick-a-Rede fica na costa de Ballintoy, vilarejo onde foi gravado o retorno de Theon Greyjoy à Ilha de Ferro


BARACK OBAMA RECLAMA

Croácia, Islândia, Canadá, Malta, Marrocos, Espanha e Escócia também serviram às locações da série. Mas, o país que mais aproveitou, até o momento foi a Irlanda do Norte. O país serviu de cenário às maiores carnificinas e crimes violentos. O ex-presidente Barack Obama reclamou ao diretor David Nuttler que ele havia matado todos os seus personagens favoritos.  Lamentou mais pela partida do Fantasma, lobo de Jon Snow, sem um adeus. De minha parte, fiquei triste com a morte do dragão Rhaegal, abatido por flechas gigantescas na embosca de Euron Greyjoy. Estatelou-se no mar, desamparado. Parte das tropas de Daenerys se dirigia para Dragonstone, antes de enfrentarem a “última guerra”, ou seja, a guerra contra Cersei. Eu que ia trocar o nome do meu pet, de Axl Rose para Rhaegal – desisti.

ESQUECERAM O COPINHO DA STARBUCKS

O produtor de set, que é aquele cara que prepara todo o cenário antes da filmagem, esqueceu um copinho de plástico da Starbucks em cima da mesa medieval. Bem em frente à atriz Emilia Clarke, que desempenha o papel de Daenerys Targaryen. No banquete, todos os copos eram (deveriam ser) de chifres de veado. A produção passou batida. O capítulo foi ao ar no mundo inteiro. A HBO pediu desculpas. Westeros tornou-se o primeiro lugar a ter um Starbucks, há pelo menos 600 anos.

Desculpe a nossa falha…


Com um seriado tão longo e complicado, o esquecimento do copinho de plástico deve ter sido perdoado. A Starbucks ganhou publicidade de graça. A Irlanda e Dubrovnick, na Croácia, continuam faturando. A televisão ganhou novo impulso com a obra de George R.R. Martin, autor de As Crônicas de Gelo e Fogo. A Guerra dos Tronos, 552 páginas, é só o primeiro dos seis livros. Ganha também a nossa imaginação, tão febrilmente alimentada por cenas e conflitos tão radiantes. Vamos aos capítulos finais. Faltam somente dois!

Conheça também Dubrovnik, a cidade croata que serve de cenário para King’s Landing: http://proximarota.com.br/dubrovnik/



*Fotos: divulgação

proximarota
Sem comentários

Escreva seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.